A Anvisa interditou o lote 3415 do medicamento Benzol (albendazol) nesta quarta-feira (5/4). A interdição do lote 3415 do vermicida Albendazol, comprimidos 400 mg, foi motivada por um resultado insatisfatório de análise laboratorial.

Segundo a Fundação Ezequiel Dias (Funed), o lote do composto anti-helmíntico e antiparasitário apresentou resultado insatisfatório quanto ao ensaio de dissolução do medicamento.

O lote 3415 do medicamento Benzol (albendazol), fabricado pela empresa Green Pharma Química e Farmacêutica Ltda, portanto, foi interditado em todo o território nacional.

Leia a Resolução RE 911/17 da interdição do lote do medicamento.

Clorexidina interditada

Dois lotes do medicamento Clorexidina Gliconato Tópica solução 1% foram interditados pela Agência. Os lotes M23708 e M23134 fabricados pela Vic Pharma Indústria e Comércio Ltda, interditados, apresentaram resultados insatisfatórios quanto à quantidade de bactérias aeróbias.

De acordo com os Laudos de Análise Fiscal emitidos pelo Instituto Adolfo Lutz, os dois lotes apresentaram níveis de bactérias aeróbias mesófilas acima do valor máximo permitido. Além disso, constatou-se a presença de Serratia marcescens, motivando as ações sanitárias.

Confira esta e demais resoluções na íntegra, publicadas no Diário Oficial da União (DOU).

Fonte – Anvisa

Compartilhe esta matéria