O Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Paraná (Sindifarma-PR), representado pelos farmacêuticos Edenir Zandoná Júnior, presidente, e Ricardo Colauto, diretor, participou, recentemente, de uma nova reunião do grupo de trabalho que acompanha as questões relativas à logística reversa de medicamentos no estado, para debater a implantação das medidas visando o recolhimento e destinação ambiental adequada destes produtos.

Os planos de logística reversa estão previstos em legislação nacional e também na lei estadual 17.211/2012. De acordo com Zandoná, a responsabilidade deverá ser compartilhada entre fabricantes, distribuidores, comerciantes e consumidores. A ideia é que as farmácias façam a coleta dos remédios vencidos e descartados pela população, por meio de caixas coletoras disponibilizadas nas lojas, as distribuidoras forneçam este mobiliário para o recolhimento e as indústrias assumam o transporte e incineração.

Do encontro também participaram membros de outras entidades da área da saúde, como o Sindicato dos Farmacêuticos do Paraná (Sindifar-PR) e o Conselho Regional de Farmácia do Estado (CRF-PR), além da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA), que vem promovendo as reuniões.

Foto – Sindifar-PR

Compartilhe esta matéria