A Anvisa determinou a suspensão, proibição e uso de coletores de urina para incontinência masculina de 19 lotes da Embramed. A ação foi motivada por reclamações de clientes e o comunicado do recolhimento voluntário divulgado pela empresa Embramed.

De acordo com inspeções técnicas realizadas pelo órgão de vigilância sanitária do Distrito Federal, a empresa Embramed Indústria e Comércio de Produtos Hospitalares Ltda. usou um novo método de esterilização não aprovado pela Anvisa. O processo foi apontado como a principal causa da ocorrência de furos nos coletores de urina para incontinência masculina.

Assim, a Anvisa determinou, também, que a empresa promova o recolhimento de todos os lotes em questão existentes no mercado. A resolução RE 2.411/16 foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (06/09).

Confira os lotes do produto:

PRODUTO

Coletor de urina para incontinência masculina
(Validade 3 anos – Registro Anvisa 10252420035)

LOTES

1400008703, 1400009036, 1400009037, 1400009185, 1400009607, 1400009608, 1400009609, 1400009610, 1400009891, 1400010297, 1400010491, 1400010788, 1400012399, 1400012400, 1400013010, 1400013012, 1400013014, 1400013673 e 1400013675

EMPRESA

Embramed Indústria e Comércio de Produtos Hospitalares Ltda.

Fonte – Anvisa

Compartilhe esta matéria