Categoria: Artigos

  O uso de medicamentos isentos de prescrição (MIPs) gera uma economia de R$ 364 milhões para o Sistema Único de Saúde (SUS). Os dados fazem parte do novo estudo Utilização de medicamentos isentos de prescrição e economias geradas para os sistemas de saúde, realizado pela Fundação Instituto de Administração (FIA) e referente a 2017. Segundo o levantamento, para cada R$ 1 gasto com essa categoria de remédios, são economizados até R$ 7. O estudo deduziu o custo dos MIPs para o consumidor (R$ 61,2 milhões) dos gastos desnecessários com 5,1 milhões de consultas médicas (R$ 56,1 milhões) e a perda por dias não trabalhados – equivalente a R$ 369,2 milhões. Foram utilizadas como parâmetro estimativas de valores de consultas ambulatoriais na rede pública, dados do Ministério do Trabalho e informações de consumo desses medicamentos colhidas junto à IQVIA. “O uso dos MIPs possibilita uma diminuição substancial do número de visitas desnecessárias às unidades de pronto-atendimento, com redução do volume de exames laboratoriais e maior produtividade profissional”, reforça Marli Sileci, vice-presidente da Associação Brasileira de Medicamentos Isentos de Prescrição (ABIMIP), entidade que apoiou a realização do estudo. Alavanca de crescimento Segundo balanço da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), a categoria dos MIPs foi a única a avançar dois dígitos em vendas no grande varejo farmacêutico no primeiro semestre deste ano, com faturamento superior a R$ 3,5 bilhões – 16% do montante total....

Leia Mais +

A nova cara da farmácia

Nas grandes cidades, o ritmo de expansão das lojas tem sido impressionante. Em muitos bairros de São Paulo, por exemplo, uma farmácia é aberta na esquina oposta a outra – obrigando as demais, na região, a se reciclar e, eventualmente, se remodelar para continuar atraindo o cliente. E nessa estratégia, a “cara” da farmácia é de enorme importância para seu poder de atração e de fidelização. Não se trata apenas de aparência, mas de conveniência de fluxo e facilitação de compras. Quais são as tendências neste momento? Regis Rodero, diretor comercial da Metalfarma – referência no segmento de mobiliário e planejamento farmacêutico que está completando 30 anos de atuação – fala aqui de soluções inovadoras de lay-out para o mercado farma e perfumarias. Qual é a importância do lay-out no sucesso comercial de uma farmácia? Lay-out eficiente aumenta faturamento? Costumamos dizer que um projeto inteligente considera dois fatores críticos de sucesso: layout e mobiliário. Um bom layout facilita o fluxo de compra que o cliente deve percorrer na loja, tirando o máximo proveito do espaço físico do PDV. Os mobiliários de farmácia, por sua vez, devem ter particularidades que facilitem a exposição e o gerenciamento de cada categoria da loja. Esse “combo inteligente”, Layout + Mobiliário, quando bem trabalhado, é responsável por um aumento médio de 30% no faturamento da loja – daí a importância de se trabalhar com...

Leia Mais +

Atualizada fila de análise de radiofármacos

Já estão publicadas as informações atualizadas sobre a fila de análise de medicamentos radiofármacos. A informação está na Nota de Esclarecimento 01/2018/GPBIO/GGMED/ANVISA. Além da atualização da fila de análise, a nota traz ainda outras informações sobre a análise deste tipo de produto pela Anvisa. Em abril do ano passado, a área técnica já havia divulgado a fila daquele momento e a organização dos processos de radiofármacos em quatro diferentes categorias de análise. O documento de agora mostra que a filas de análise para radiofármacos, produzidos via cíclotron, foi zerada. Assim, novos registros de produtos desta categoria deverão ter um tempo de...

Leia Mais +

Renovação no Programa Farmácia Popular do Brasil – Aqui Tem Farmácia Popular – Considerações do Ministério da Saúde acerca do ofício encaminhado pela ABCFarma

Considerando o comunicado emitido pelo Ministério da Saúde dispondo que as farmácias credenciadas no Programa Farmácia Popular do Brasil – Aqui Tem Farmácia Popular deveriam realizar a renovação do credenciamento, para o ano de 2017, no período de 02/05/2017 até 31/07/2017. Considerando os inúmeros os relatos de farmácias localizadas em diferentes Estados da Federação, com solicitações de auxílio e apoio à ABCFARMA, diante da inconsistência do Sistema Farmácia Popular – SIFAP, e da exigência pela Caixa Econômica Federal de documentos em desacordo com a legislação sanitária, ensejando na dificuldade e impossibilidade dos estabelecimentos credenciados no Programa Farmácia Popular realizarem...

Leia Mais +

Vacina da dengue: qual é a recomendação?

Na última semana o fabricante da vacina da dengue, Dengvaxia, o laboratório Sanofi-Aventis, apresentou informações sobre um estudo complementar no qual foram comparadas pessoas vacinadas, já infectadas pela dengue, com pessoas não infectadas. Os grupos foram acompanhados durante seis anos desde a primeira dose. Os dados preliminares mostraram que as pessoas não infectadas pela dengue antes de receber a vacina, podem ter mais chances de desenvolver formas mais graves da doença se fossem picadas pelo mosquito infectado com dengue. A recomendação da Anvisa é: pessoas soronegativas (quem nunca teve contato com o vírus da dengue) não devem tomar a...

Leia Mais +
  • 1
  • 2

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/sindifarmapr/www/wp-includes/functions.php on line 3783

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/sindifarmapr/www/wp-includes/functions.php on line 3783