O mercado de cuidados pessoais e cosméticos do Brasil tem se destacado no cenário mundial. Atualmente, ocupa a quarta posição no ranking, sendo a indústria caracterizada pela grande capilaridade nos lares brasileiros, com mais de 97% da população fazendo uso de produtos específicos do setor. De acordo com o presidente executivo da ABIHPEC, João Carlos Basilio, que participou do primeiro dia da in-cosmetics Latin America, em São Paulo, realizdo em agosto, o mercado está na expectativa de que o Brasil volte a ser o 3º maior do mundo no ano que vem, reflexo de um crescimento projetado para 2017 entre 1% e 3%, registrando um faturamento em torno de R$ 50 bilhões. “O País passa por um período de recessão muito forte, com problemas políticos e econômicos. O setor de cuidados pessoais e cosméticos é muito impactado por todo esse processo, porém, caminha para o aumento do consumo e seu crescimento é capaz de alavancar a economia, contribuindo de forma significativa para a superação da crise”, ressalta.

Fonte – Snif Brasil

Compartilhe esta matéria