A Anvisa determinou, nesta terça-feira (18/10), a proibição da fabricação do medicamento albendazol 40mg/mL, suspensão oral, da empresa Brainfarma. O remédio é usado no tratamento de verminoses.

O registro do medicamento já havia sido cancelado em novembro de 2013, quando o pedido de renovação foi indeferido.

No entanto, o lote B14D0370 (validade 4/2017), produzido antes deste cancelamento, foi avaliado pela Fundação Ezequiel Dias. Laudos laboratoriais revelaram resultados insatisfatórios no ensaio de teor de princípio ativo do medicamento.

Assim, a empresa deverá recolher todo o estoque de lotes existentes no mercado fabricados após 18/11/2013, além do lote nº B14D0370, que foi fabricado antes desta data.

Confira a resolução RE 2.798/16 na íntegra, publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (18/10).

Fonte – Anvisa

Compartilhe esta matéria