A Anvisa determinou, pela Resolução RE n 1.708, de 23 de junho de 2017, a suspensão de todas as propagandas do alimento em cápsulas da marca Max Bonner da empresa Kaiser Intermediação de Negócios – Eireli veiculadas em sites eletrônicos ou qualquer outro meio de divulgação.

Denúncia

A Agência recebeu uma denúncia de que a empresa estava fazendo divulgações irregulares em diversas mídias eletrônicas, que atribuíam propriedades terapêuticas ao produto. Neste caso, trata-se de um suplemento alimentar e não é permitido o uso de alegações terapêuticas em propagandas de alimentos.

As propagandas irregulares prometem aumento de potência e duração de ereções, do apetite sexual, da libido e da fertilidade, alívio de sintomas de tensão pré-menstrual, entre outros.

Fonte – Anvisa

Compartilhe esta matéria