A venda de medicamentos e não medicamentos da Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan), entidade que reúne 142 empresas distribuidoras de medicamentos e produtos de higiene pessoal e cosméticos, totalizou R$ 2.785 bilhões, no primeiro semestre de 2018, o que representa um crescimento de 8,3% em comparação ao mesmo período de 2017, quando foram registrados praticamente R$ 2.572 bilhões. Em unidades, entre janeiro e junho deste ano, houve um acréscimo de 3,3%, com 518,2 mil, em relação à temporada passada, que fechou com 501,5 mil. Os dados são da IQVIA, empresa que é fruto da fusão entre IMS Health e Quintiles, a pedido da Abradilan.

O balanço dos últimos 12 meses também é muito positivo. Entre junho de 2017 e junho de 2018, as vendas totalizaram R$ 5.510 bilhões, 10,4% mais do que mesmo período comparativo do ano anterior, quando chegaram a R$ 4.991 bilhões. Em unidades foram comercializadas 1.035 bilhão em 2018 e 974,2 milhões em 2017.

Na distribuição de segmentos dos produtos na Abradilan em junho, os medicamentos genéricos e similares representam 42,5% das vendas em valores. Em unidades, o percentual é um pouco maior, 44%. Ainda em junho, a pesquisa apontou que os associados da Abradilan atingem 84% das cerca de 77 mil farmácias no Brasil em 2018.

Fonte – Abradilan

Compartilhe esta matéria