Mês: dezembro 2016

Grupo de trabalho discute logística reversa de medicamentos no Paraná

O Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Paraná (Sindifarma-PR), representado pelos farmacêuticos Edenir Zandoná Júnior, presidente, e Ricardo Colauto, diretor, participou, recentemente, de uma nova reunião do grupo de trabalho que acompanha as questões relativas à logística reversa de medicamentos no estado, para debater a implantação das medidas visando o recolhimento e destinação ambiental adequada destes produtos. Os planos de logística reversa estão previstos em legislação nacional e também na lei estadual 17.211/2012. De acordo com Zandoná, a responsabilidade deverá ser compartilhada entre fabricantes, distribuidores, comerciantes e consumidores. A ideia é que as farmácias façam a coleta...

Leia Mais +

Justiça Federal proibe CRF de multar farmácias apesar da presença do farmacêutico

O Conselho Regional de Farmácia do Paraná está proibido de autuar farmácias e drogarias  quando for constatada  a presença de farmacêutico inscrito e habilitado no quadro de profissionais do órgão como responsável técnico pelo estabelecimento, independente do horário anotado. A proibição foi determinada nesta segunda-feira (5) pelo juiz Friedmann Wendpap, da 1ª Vara Federal de Curitiba, que concedeu liminar em ação coletiva ajuizada pelo Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Paraná, e vale exclusivamente para os associados da entidade. O Sindifarma-PR buscou a Justiça porque diversos estabelecimentos vinham sendo autuados e multados pelo CRF-PR por suposta violação...

Leia Mais +

Boas Festas!

O Sindifarma-PR informa que estará em férias coletivas a partir de 20/12. O atendimento volta ao normal no dia 09/01/17. Compartilhe esta...

Leia Mais +

Agência aprova dois medicamentos inéditos no país

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro do medicamento novo Tagrisso® (orsimertinibe), na forma farmacêutica comprimido revestido. O novo medicamento Tagrisso® (orsimertinibe) é indicado para o tratamento de pacientes com câncer de pulmão de não pequenas células (CPNPC) localmente avançado ou metastático, positivo para mutação EGFR T790M, que progrediram quando em uso de, ou após a terapia com inibidores da tirosina quinase para o receptor do fator de crescimento epidérmico (EGFR TKI). O câncer de pulmão é uma doença agressiva, heterogênea e de risco à vida. Tem sido um dos cânceres mais comuns no mundo por...

Leia Mais +

Cápsulas de chá Lean Tea são proibidas no Brasil

A venda das cápsulas de Chá Misto Solúvel fabricadas pela empresa americana Arnold Nutrition foi proibida no Brasil. O produto importado, Thermo Ripped Lean Tea, era comercializado sem o devido registro e em cápsulas, uma forma não convencional na área de alimentos. Os alimentos comercializados em uma forma atípica do encontrado no mercado, ou ainda, em uma forma não registrada pela Anvisa, demandam testes de uso e registros sanitários específicos. No caso das cápsulas de chá Lean Tea, que se dissolviam em contato a água quente, seria necessário que tais testes comprovassem sua segurança e que o alimento fosse registrado pela Anvisa, antes mesmo de ser distribuído no Brasil. A Agência levou em conta, também, dois outros quesitos do produto em questão. O primeiro ponto levantado foi em relação a concentração do chá. Os ingredientes que faziam parte do chá eram em quantidade muito acima do observado em uma dieta regular, um total de 500mg do extrato de chá verde e outros 500 mg do extrato de chá branco. O outro quesito analisado pela vigilância sanitária foi o método de extração de um dos ingredientes usados no Lean Tea. O extrato aquoso de chá verde (“green tea powder extract), possuía um método de extração alcoólico, que deveria ser vistoriado por uma comissão técnica, uma vez que o método foi empregado em um novo produto alimentício. A medida sanitária que...

Leia Mais +

Propagandas irregulares de suplementos são proibidas

Cerca de seis portais de comércio online tiveram propagandas de produtos e suplementos suspensas pela Anvisa. Todas as propagandas que atribuíam propriedades terapêuticas ou de saúde não autorizadas pela Agência sanitária, portanto, não poderão ser divulgadas tanto nas mídias virtuais quanto nas demais mídias. As propagandas utilizadas nos portais eletrônicos estavam sob responsabilidade de duas empresas, a Natu Bell Indústria e Comércio de Produtos Alimentícios Ltda e a Nutribands Ltda. As medidas foram publicadas no Diário Oficial da União desta segunda-feira (19/12). Produtos de limpeza irregulares A venda da Água Sanitária – Cloro Ativo e do produto de limpeza Supermegaton foi proibida.  Os saneantes eram comercializados sem registro sanitário na Anvisa. Além desses dois produtos, todos os outros saneantes e produtos irregulares sujeitos à vigilância sanitária da empresa Novo Horizonte Comércio de Produtos de Limpeza e da empresa Megaton foram proibidos. A Agência determinou, ainda, a apreensão das unidades dos produtos em questão bem como a proibição da fabricação, distribuição, divulgação, comercialização e uso de tais produtos. Confira as medidas na íntegra na página da Imprensa Nacional. Fonte – Anvisa Compartilhe esta...

Leia Mais +

RDC reúne regras para venda dos anorexígenos

A Anvisa publicou hoje a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 133/2016 que trata da venda (dispensação) dos medicamentos à base de anfepramona, femproporex, mazindol e sibutramina. A RDC 133/2016 reúne regras que estavam dispersas em outras normas da Anvisa que tratam de anorexígenos do tipo anfetamínico (anfepramona, mazindol, femproporex e fentermina) e sibutramina, como a RDC 50/2014 e a RDC 58/2014. Dose diária No caso da sibutramina, a RDC 133/2016 consolida a determinação da Anvisa em relação à quantidade de medicamento que poderá constar em cada notificação de receita apresentada pelo paciente. A quantidade de medicamento máxima por receituário deve ser...

Leia Mais +

Álcool Gel Adata tem fabricação proibida

A Anvisa proibiu a comercialização do Álcool Gel Adata por falta de registro na Agência sanitária. O saneante usado para limpeza era fabricado e comercializado mesmo não sendo registrado. Além do comércio, estão proibidas, também a fabricação, distribuição, divulgação e uso do produto. A empresa que fabrica o álcool etílico hidratado 65° INPM, a Soap Indústria e Comércio de Produtos de Limpeza Ltda, é responsável pelo recolhimento do estoque do produto em questão. As medidas foram publicadas no Diário Oficial da União desta sexta-feira (16/12) e podem ser conferidas na página da Imprensa Nacional. Fonte – Anvisa Compartilhe esta...

Leia Mais +

Câncer renal ganha novo tratamento

Pacientes com câncer renal ganharam uma nova opção de tratamento com a aprovação de nova indicação terapêutica para o produto biológico Opdivo® (nivolumabe), pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O deferimento foi publicado no Diário Oficial da União da última segunda-feira (12/12). A partir da  publicação, o Opdivo® também passa a ser indicado para o tratamento de carcinoma de células renais avançado após terapia prévia anti-angiogênica. A droga já estava aprovada para as seguintes indicações terapêuticas: monoterapia para o tratamento de melanoma avançado (irressecável ou metastático);  tratamento de câncer de pulmão de células não pequenas (NSCLC) localmente avançado ou metastático com progressão após quimioterapia à base de platina. Pacientes com mutação EGFR ou ALK devem ter progredido após tratamento com anti-EGFR e anti-ALK antes de receber Opdivo®. O nivolumabe é um anticorpo monoclonal de imunoglobulina G4 (IgG4) totalmente humano que se liga ao receptor de morte programada 1 (PD-1) e bloqueia sua interação com PD-L1 e PD-L2. Opdivo® potencializa as respostas das células T, incluindo respostas antitumorais, por meio do bloqueio da ligação de PD-1 aos ligantes PD-L1 e PD-L2. Mekinist em comprimido revestido A Agência aprovou também o registro do Medicamento Novo MEKINIST® (dimetilsulfóxido de trametinibe), na forma farmacêutica comprimido revestido. O medicamento é indicado para o tratamento de pacientes com melanoma não ressecável ou metastático com mutação BRAF V600. O melanoma cutâneo é a forma mais agressiva de todos os cânceres de pele, com aproximadamente 232.000 novos casos e aproximadamente 55.000 mortes relacionadas à doença mundialmente a cada ano. O novo medicamento MEKINIST® (dimetilsulfóxido de trametinibe) será fabricado pela empresa GlaxoSmithKline localizada...

Leia Mais +

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/sindifarmapr/www/wp-includes/functions.php on line 3783

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/sindifarmapr/www/wp-includes/functions.php on line 3783